A procura da felicidade…um novo olhar…


Qual seria sua reação se sua vida começasse a seguir rumo a um grande abismo? Imagine sua mulher cobrando conforto e segurança, seu filho pequeno, que você tanto ama, permanecendo o dia todo em uma creche nada higiênica ao lado de animais e profissionais sem nenhum recurso pedagógico. Triste? Razão para total desespero? Oportunidade?

E se suas contas estivessem atrasadas, incluindo o aluguel? E se, dada tamanha pressão, sua mulher o abandonasse? Se você pensa que isso é impossível ou improvável, gostaria de convidá-lo a acompanhar esse drama da vida real.

No final, como parte do aprendizado, vemos que força de vontade e persistência pode fazer toda a diferença. Fugindo dos tradicionais artigos técnicos e de dicas financeiras, hoje vamos navegar por uma história real de alguém interessadíssimo em finanças, que trinfou e, humildemente, compartilhou sua história com o mundo através de livro e filme.

Há pouco tempo atrás conversando com um leitor sugeriu um filme:

“Você já viu o filme ‘À procura da felicidade’, com Will Smith? Aconselho a todos. É uma linda história –  baseada em fatos reais – que serve como motivação para qualquer um que esteja passando por algum tipo de dificuldade ou que precise de uma motivação a mais para novas conquistas”

Decidi seguir o conselho do amigo e aproveitei o tempo livre proporcionado pelo carnaval, reuni algumas pessoas da família, recorri à velha e boa pipoca de microondas e assisti ao filme.

O começo

” À procura da felicidade” relata a história de Christopher Gardner, hoje com 54 anos, e se passa durante o começo da década de 80. Chris, que antes do filme lançou um livro narrando sua saga (“The Pursuit of Happyness”), apostou, no início de sua vida de casado, toda sua poupança na revenda de máquinas portáteis a pequenos hospitais e consultórios médicos.

Uma alternativa mais moderna às velhas máquinas de raio X, o que parecia ser um negócio da China logo se transformou em um pesadelo. Ele percebeu a dificuldade em vender um equipamento caro e com pouco mercado, já que a tecnologia naquele momento era um luxo. Naquele período, o EUA e o mundo passavam por problemas econômicos sérios oriundos da chamada Crise do Petróleo.

Chris narra em sua história que, para pagar suas despesas básicas, precisava vender ao menos 3 máquinas por mês, o que via de regra não conseguia. Quando se deu conta, era um homem desempregado, abandonado pela esposa, pai solteiro, mendigo, carregando o filho pequeno para os abrigos de sem tetos, bancos de jardins e até banheiros públicos, que serviram de dormitório.

A virada

Em uma de suas incansáveis peregrinações pelas ruas de São Francisco, Chris Gardner observou um sujeito procurando vaga para estacionar uma Ferrari vermelha. Impressionado com a máquina ele fez duas perguntas: “O que você faz? Como você faz?”

O dono da Ferrari disse que era corretor da Bolsa de Valores e que tudo o segredo era simples: ser bom com números e com pessoas. Começou ali uma guinada incrível na vida de Chris. Nesse momento, todas as suas economias somavam apenas US$ 25.

Ele se inscreveu em um programa de estágio não remunerado numa corretora de valores, sobrevivendo com a venda de uma ou outra máquina para alguns médicos e usando todo o seu tempo livre (madrugadas) estudando livros que recebera durante o estágio. Durante esse tempo, Chris desenvolveu a chamada “Teoria dos fertilizantes”:

“Nesse mundo existem dois tipos de pessoas: aqueles que vêem um monte de estrume e o identificam como merda e os que reconhecem ali uma boa quantidade de fertilizantes”

Depois de muito tempo penando, Chris se destacou no estágio e conseguiu licença para operar oficialmente na Bolsa. Logo encontrou emprego na conceituada firma Bear, Stearns & Co. Inc.

A lição

Através da história de Chris percebi que, mesmo nos piores momentos, a busca da felicidade foi apenas um pontapé inicial para a busca de uma compensação para suas perdas financeiras. A felicidade foi encontrada não na possibilidade de ganhar milhões ou comprar uma Ferrari, mas poder proporcionar algo de bom para seu filho: o exemplo. O dinheiro foi uma ótima consequência.

Não deixe que ninguém o faça desistir dos seus sonhos ou que ninguém lhe diga do que você é capaz. Só você sabe disso. Nem sempre o que é realmente valioso em nossas vidas pode ser comprado. A felicidade por poder proporcionar aos filhos boa educação, roupas caras e brinquedos da moda nunca deve ser comparada à felicidade em situações menos abastadas. Felicidade não se quantifica, se vive!

Todos nós temos fixação em histórias como as de Chris. Ficamos fascinados pela possibilidade de alguém sair da pobreza e ficar rico, não é mesmo? É claro que esta é uma história de sucesso, mas note que ela vai além do desejo de riqueza, poder e fama. Trata-se de uma lição de força de vontade, motivação, perseverança.

Infelizmente, milhares acabam indo na direção oposta, afundando cada vez mais em suas dívidas e problemas pessoais. Não é fácil, é verdade. Não temos a menor noção do périplo enfrentado por pessoas como Chris. Filme é filme, vida é vida. O que tudo isso tem a ver com dinheiro, com o Dinheirama? Tudo! Você só vai atingir seus objetivos financeiros quanto preocupar-se igualmente com seu aspecto pessoal e emocional. Com a felicidade nos pequenos detalhes.

Sugiro, assim, que assimilemos algumas coisas: quem se motiva, aprende com os erros do passado, busca inspiração na cultura e se dedica naquilo que pode fazer a diferença, pode mudar o próprio destino. A esperança traz a sorte e ambas trabalham juntas na busca do sucesso. Saber se relacionar também é algo fundamental. Mesmo quando Chris dormia nos banheiros públicos, ele manteve-se em contato com as pessoas certas, nas horas certas.

Hoje Chris Gardner é dono da Christopher Gardner International Holding, com sede em Chicago e sua fortuna é estimada em US$ 600 milhões. Ah sim, ele comprou sua primeira Ferrari nos anos 90. Era usada, mas o ex-dono era ninguém menos do queMichael Jordan, o maior gênio da história do basquetebol. Ficaram amigos.

Interessou-se pelo filme? Seria ótimo poder contar com sua opinião depois por aqui. Até a próxima!
Veja uma cena que representa a essência do filme:

Anúncios

Nos ajude a fazer o melhor. Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s