Construtoras modernas entregam seus empreendimentos com funcionamento operacional planejado


Depois de tantas falas, regras, modos, preceitos, o pode não pode, as diferenças, as indignações, e tudo que os condomínios vivenciam, concluímos: morar em condomínios ainda é a melhor opção nos grandes centros.

As pessoas convivem na adversidade e na alegria, alguns não terão vontade de interagir, e possivelmente ninguém poderá dizer que tudo e todos estejam idealmente satisfeitos em suas expectativas, mas ainda assim é possível viver muito bem em Condomínios.

Os interesses, logo no primeiro ano de instalação do condomínio, são quase impossíveis de se conciliarem, mas vale a pena passar por experiências de conciliação, de entendimentos, de saber dividir espaços e ideias com os outros.

Já ouvi pessoas que participaram da administração de um Condomínio, tendo iniciado com bastante entusiasmo e depois sem qualquer reconhecimento, saírem cheios de inimigos, mas ainda assim, admitem que a experiência foi rica.

Algumas construtoras e incorporadoras já saíram na frente, cientes de que, quando entregam um condomínio (seja vertical ou horizontal) aos seus clientes, podem minimizar e muito os problemas no funcionamento geral deles. As empresas modernizaram seus conceitos de entrega dos empreendimentos. Mas é sempre bom fazer uma análise antes de comprar um imóvel, para escolher empresas que evoluíram neste sentido, certificando-se de que o empreendimento foi planejado e contou com a participação de uma consultoria condominial de profissionais da área, desde o projeto até sua efetiva conclusão.

Temos chamado de “Condomínio Pensado” este novo conceito que busca enxergar o empreendimento na sua concepção como um todo, considerando pessoas, arquitetura, leis, orçamentos, qualidade, etc. E perguntas do tipo como será o seu funcionamento em detalhes são chaves para quem lança e vende um empreendimento. Existem construtores que buscam conhecer o perfil dos moradores e usuários associados aos espaços construídos e o conceito, para então planejar de antemão seu funcionamento, gerando intimidade da arquitetura com a logística, das áreas nobres com as de infra-estrutura de apoio. Um dos exemplos é a organização dos espaços para os funcionários, com local para guarda de seus uniformes, espaço para alimentação e forma de treinamento dirigida para cada empreendimento. O resultado são funcionários mais profissionais, mais interessantes e motivados.

Com a ajuda de profissionais especializados em consultoria, os avanços são nítidos. Assim, até na hora de especificar uma marca de equipamento, a consultoria condominial pode dizer às construtoras como é o pós-venda das empresas, a pontualidade na assistência técnica, o comprometimento com os sistemas implantados, desafogando os serviços de atendimento de assistência técnica e preservando a imagem e o compromisso com a qualidade tão apreciada por todos.

Quando se trata de grandes condomínios, a responsabilidade da construtora com assuntos do tipo: como serão distribuídas as correspondências, o recolhimento do lixo, o layout de organização dos móveis da piscina e a temperatura da água, o esquema de iluminação em dias de festas, o fluxo de veículos nos horários de pico no acesso principal, e tantos outros, é o que vai fazer toda a diferença. Algumas empresas têm despontado no mercado com esta mentalidade. As sugestões são feitas e embasadas, o que resulta no Plano Diretor do Funcionamento Geral do Condomínio, entregue junto com o empreendimento aos seus clientes.

Leia o outro artigo de Lucélia Cardoso no Lugar Certo:
Condomínios Chic’s

Nós que trabalhamos com consultoria condominial para construtoras, temos sido recompensados sobremaneira, porque somos ouvidos e assim podemos colocar à disposição toda a experiência adquirida no gerenciamento dos condomínios já em funcionamento, dando feedbacks sobre o que funciona bem e também sobre conceitos e áreas que são pouco utilizadas, indicação de experiências negativas, visando sempre o aprimoramento.

Buscamos conhecer realidades de cidades, estados, países que geraram conceitos novos de moradias, mas, muito mais que espaços, as pessoas podem encontrar ambientes planejados, no que se refere às áreas comuns nos condomínios.

O mais impressionante é o movimento de responsabilidades mútuas, quebra de paradigmas, avanços e inteligência que temos vivenciado para a nova geração de condomínios.

* Lucélia de Andrade Cardoso é consultora de condomínios da Sindclass Gerenciamento de Condomínios

Anúncios

Nos ajude a fazer o melhor. Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s