Venda bem seu imóvel


Pensando em vender imóvel usado e não sabe o que fazer? Calma. Antes de tomar qualquer atitude precipitada como estabelecer preço, procurar corretor de imóveis, definir imobiliária, colocar uma placa com o tradicional “vende-se” ou mesmo fazer aquela propaganda no seu círculo de amizade no “mundo real” e virtual, leia esta matéria até o fim. Nessa reportagem você vai encontrar dicas que podem ser úteis tanto para antes quanto durante o processo de venda de um imóvel.

Ao optar pela venda de um imóvel, o proprietário deve se cercar de alguns cuidados básicos para fazer um bom negócio. Um deles é cuidar da boa apresentação do imóvel. O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci/RN) e diretor da Bezerra Imóveis, Waldemir Bezerra, explica que o bom estado de conservação do imóvel é importante no momento da venda. “A infraestrutura deve estar conservada, por isso é sempre importante fazer uma reforma básica, inclusive checando as condições das instalaçõeselétricas e hidráulicas”, explica.

Imóveis com uma infraestrutura ruim depreciam muito a comercialização e o valor da venda fica, na maioria das vezes, aquém do esperado pelo proprietário. Waldemir conta que existem pessoas especializadas em comprar imóveis que apresentam infraestrutura deficitária para vender por um valor bem superior depois de uma reforma simples que poderia ter sido feita pelo próprio proprietário.

Na análise de Waldemir, apenas um corretor de imóveis pode evitar que o proprietário saia perdendo na venda. “Esse profissional é preparado para analisar todos os detalhes antes da venda e alertar o proprietário a respeito dos riscos que ele corre ao optar por vender o imóvel sem fazer as alterações necessárias na infraestrutura. Além disso, é o corretor a pessoa mais indicada para fazer uma avaliação e dizer quanto deve ser cobrado pelo imóvel”, assegura o presidente do Creci.

Os honorários de um corretor de imóveis variam entre 5% a 10% do valor do imóvel e podem ser pagos em parceria entre vendedor e comprador. Embora muitas pessoas ainda resistam em vender o imóvel sem a parceria de um corretor, o presidente do Creci/RN afirma que atualmente os proprietários de imóveis estão bem mais conscientizados da necessidade do corretor para fechar um bom negócio.

Depois de fazer um “check up” no imóvel a ser comercializado e escolher o seu corretor de vendas, o proprietário deve ter em mãos toda a documentação para fazer a transferência do imóvel o mais rápido possível caso a venda seja concretizada. Normalmente o pagamento das despesas com a documentação do imóvel ficam a cargo do comprador e variam entre 5% a 7% do valor total do imóvel. “Se essa documentação não ficar pronta de forma ágil, o cliente interessado pode desistir da compra”, aponta.

Em caso de venda através de financiamento bancário, a falta de parte dessa documentação pode prejudicar a formalização com o agente financeiro. A exceção, segundo o presidente do Creci/RN, é se o imóvel ficar em áreas que tenham concessões do município, estadoou união. É o caso das praias. “As pessoas que são proprietárias de imóveis em algumas dessas áreas têm que pagar além da documentação tradicional uma parte à prefeitura pela concessão anual da terra”, explica Waldemir.

Fonte: Diario de Natal

Anúncios

Nos ajude a fazer o melhor. Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s