Varejo aposta no Vetor Norte de Belo Horizonte


Walmart e Leroy Merlin investem R$ 85 mi em novas lojas

No embalo do crescimento imobiliário e econômico do Vetor Norte da Região Metropolitana de Belo Horizonte, grandes grupos do varejo estão apostando na região. Com investimentos que somam R$ 85 milhões e vão gerar 600 empregos, entre diretos e indiretos, o Walmart Brasil e a Leroy Merlin abrem lojas na área de influência do vetor. Hoje, o Walmart inaugura em Ribeirão das Neves a segunda loja da bandeira Maxxi, do segmento de atacarejo do grupo, na Grande BH. A unidade recebeu aporte de R$ 35 milhões e está instalada numa área de 6.600 metros quadrados. Já a Leroy Merlin inaugura dia 2 sua terceira loja na capital, no Bairro Cidade Nova. Com 12 mil metros quadrados, ela recebeu investimentos de R$ 50 milhões.

“A loja é um complemento do nosso portfólio na região, que tem boa performance de vendas e oportunidades”, afirma José Rafael Vasquez, vice-presidente do Walmart Brasil. O grupo tem outras 2 lojas Maxxi em Minas, no Barreiro e em Montes Claros, e lojas Sam’s. De acordo com ele, enquanto o Sam’s é um clube de compras e atende um público de maior poder aquisitivo, a Maxxi é uma loja mais simples, com custos menores, para atender o pequeno varejo e as classes C, D e E. “É uma loja espartana para conseguir custo baixo na operação e repassar para os preços”, explica o vice-presidente do Walmart. De acordo com ele, os preços são cerca de 15% menores nas vendas de varejo e 5% no atacado, em relação ao comércio tradicional.

Fornecedores

Outra estratégia para baratear os preços é trabalhar com produtos nacionais. “Na Maxxi, 99% das mercadorias são de fornecedores nacionais”, lembra Rafael Vasquez. Já a Leroy Merlin busca ampliar o leque de fornecedores próximos às lojas para ter custos menores e cobrar preços mais competitivos. “Nós buscamos desenvolver parceiros locais para baratear os preços”, afirma Cesar Trápaga Borba, diretor da nova loja da Leroy Merlin. De acordo com ele, de 15% a 20% dos 65 mil itens de material de construção e decoração à venda na loja são fornecidos por empresas mineiras.

Outro ponto que favorece as duas redes é o fato de os funcionários das lojas estarem próximos do local de trabalho. “Dos nossos empregados, 80% levam cerca de 30 minutos para chegar à loja”, revela Cesar Borba. Segundo ele, apesar do desemprego baixo em Belo Horizonte não houve dificuldade para contratar os funcionários da loja. Rafael Vasquez também diz que as 90 vagas diretas da nova undidade Maxxi foram preenchidas sem dificuldades, com trabalhadores da região.

Anúncios

Nos ajude a fazer o melhor. Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s