Recurso visual da borda infinita amplia a sensação de grandeza das piscinas e valoriza o imóvel


 

 (Eduardo de Almeida/RA Studio)

Repleta de encantos, ela se une à paisagem compondo uma bela e majestosa cena, à altura de uma pintura. Além de valorizar o imóvel e sua arquitetura, a piscina de borda infinita cria a sensação de que a água continua no horizonte e realça o que está ao redor, tornando os momentos de lazer ainda mais prazerosos. Com conceito nascido anteriormente nas casas de praia, agora este recurso estende as possibilidades de aplicação e ganha também os ambientes urbanos, sendo cada vez mais especificado tanto em projetos residenciais quanto comerciais. E, esta época do ano, quando não está chovendo muito, pode ser uma boa oportunidade de começar a construção.

O arquiteto Carico explica que a primeira forma de utilização das piscinas de borda infinita ocorreu em propostas de imóveis situados no litoral, a partir da observação de que alguns tanques tinham a água azul com uma cor muito parecida ao tom do mar, que se via ao fundo. “Porém, sempre havia uma borda, um piso, ou mesmo um deck entre eles. Então, pensou-se em planejar a piscina de forma que desse a sensação que o mar continua a partir dela, independente da distância. Esta ambiguidade era um efeito positivo para um olhar rápido, e ousou-se criar a borda infinita. A impressão de unidade e integração pareceu perfeita para estes casos”, esclarece.

Esta piscina concebida pelo arquiteto Carico em BH lança mão do recurso para abrir a paisagem para a cidade (Jomar Bragança/Divulgação)
Esta piscina concebida pelo arquiteto Carico em BH lança mão do recurso para abrir a paisagem para a cidade

Posteriormente, o mesmo conceito surgiu também em locais longe do mar, que têm uma paisagem natural ao fundo, seja montanhas ou mesmo uma vista para a cidade, continua Carico. “Este tipo de piscina transmite a ideia de que não tem fim, e que não existem barreiras entre ela e a paisagem. Somente o vazio que a tranforma em infinita”, ressalta. Para a arquiteta Flávia Soares, as piscinas deste tipo vêm sendo muito utilizadas por uma questão estética que agrada bastante a quase todos os perfis de pessoas e ambientes. “Pode ser um projeto residencial ou comercial, tanto para quem usa a piscina, quanto para quem apenas aprecia o ambiente. Ela agrega valor ao espaço através de um efeito muito interessante que faz parecer que não há nada segurando a água.”

Projeto de Eliane Pinheiro e Mário Caetano equilibra a beleza da vista e o terreno para expandir o horizonte (Jomar Bragança/Divulgação)
Projeto de Eliane Pinheiro e Mário Caetano equilibra a beleza da vista e o terreno para expandir o horizonte

Na opinião da arquiteta Adriana Morávia, o maior benefício de uma piscina infinita é a vista panorâmica e o meio ambiente, partindo da fusão com o céu, o mar, as montanhas ou o jardim. Além disso, há outras vantagens. “Elas possuem um sistema de filtragem que ajuda a bombear água, a partir do tanque de retorno para a piscina principal. O sistema de retorno da água é o mesmo usado na filtragem, por isso, é possível utilizar a mesma bomba e o filtro da piscina”, explica Adriana.

Recomendações

Para apreciar toda a beleza da piscina com borda infinita, é preciso, antes, tomar alguns cuidados. “É necessário prever no projeto onde a água vai transbordar para não molhar todos os ambientes em volta, já que nesse tipo de piscina há essa possibilidade. O ideal é especificar grelhas ou mesmo um espelho d’água junto com a piscina. Outro cuidado importante é com as crianças, se o desnível for muito grande, para evitar acidentes”, acrescenta Flávia Soares.

Estrutura deve ser planejada com calhas para coletar água e tanques para devolvê-la ao espelho d'água<br />
 (Flávia Soares/Divulgação)
Estrutura deve ser planejada com calhas para coletar água e tanques para devolvê-la ao espelho d’água

Criando a ilusão de que está transbordando, os tanques infinitos são, na concepção da arquiteta Estela Netto, muito bonitos, têm forte apelo visual e proporcionam o sentimento completo de ligação com a paisagem. “Não enxergamos a piscina e o entorno, ao contrário, a piscina se mescla com o entorno e debruça-se sobre ele. O efeito que surge dependerá de elementos como a cor, os materiais e o desenho, mas, de uma forma geral, dá uma ideia de luxo ao espaço.” Em relação à composição com o projeto de decoração, Estela enfatiza que gosta de oferecer ao cliente uma piscina completa, com prainha, espreguiçadeiras, spa, um local com água mais quente e hidromassagem, além da raia com borda infinita. “As possibilidades são muitas. No caso destas piscinas, elas podem aparecer em formas geométricas, retangulares, ou mais orgânicas, com revestimentos variados como, por exemplo, pastilhas, bolsão vinílico, cerâmicas, pedras naturais, para citar apenas alguns”, pontua.

Adriana Morávia complementa que estas propostas estão sendo muito valorizadas, além de residências, em hotéis, pousadas, clubes e casas de campo, entretanto, é recomendável estudar bem o local de implantação, pois em terrenos planos este efeito não acontece. Segundo a arquiteta, a área de instalação deve ter no mínimo 30 metros quadrados. “É necessário haver uma declividade ou um tipo de desnível para se obter o resultado em regiões montanhosas, por exemplo, onde a piscina fique em um nível mais elevado que a vista, como também em frente ao mar ou a lagos. Tudo isso vai depender da localização e do meio ambiente onde ela está inserida e, além disso, é muito bom usufruir de uma visão panorâmica.” Na hora da construção, um detalhe é imprescindível. “É preciso instalar um tanque de retorno, em formato de calha, ao redor da piscina para que a água caia, seja coletada, e retorne para a piscina através de eletrobombas. Cálculos hidráulicos específicos para cada situação vão definir a projeção correta do sistema”, lembra a profissional. A manutenção ocorre da mesma forma que uma piscina comum, sendo que pode haver a necessidade de aumentar o nível de cloro, uma vez que a queda de água no vertedor da borda infinita ocasiona perdas, visto que o cloro é volátil, orienta Adriana. “A recomendação é apenas não projetar uma piscina assim onde não existe uma vista favorável.”

ESPAÇO IDEAL DE BELEZA

Esse tipo de piscina se encaixa em qualquer estilo de decoração, mas a arquiteta Flávia Soares dá dicas de ambientes que podem valorizar ainda mais a beleza desse recurso. “A piscina com borda infinita cai muito bem com um deck. Assim, a área de lazer fica mais aconchegante e sofisticada. Uma boa pedida também é inseri-la em terrenos mais inclinados e em pilotis”, salienta a arquiteta. Eliminando aquela espécie de passeio que geralmente existe ao lado dos modelos comuns, a borda infinita colabora para que a piscina melhor se integre à edificação. “O efeito é mais interessante se a piscina for construída bem colada a borda do local, de forma que a água da piscina cheia complete a linha da borda dessa superfície. Já o custo de instalação pode variar em função dos materiais e da tecnologia escolhida”, enfatiza.

“Ela agrega valor ao espaço por meio de um efeito muito interessante que faz parecer que não há nada segurando a água” – Flávia Soares, arquiteta

A arquiteta Eliane Pinheiro acrescenta que este conceito pode ser usado no final de um jardim ou de um espaço qualquer em que o intuito seja substituir o guarda corpo, pois dentro da água a profundidade já gera essa segurança para as pessoas. Suprimindo os elementos que bloqueiam a vista, para Eliane a borda infinita permite uma ampliação visual infinita do espaço privado. “A atmosfera criada é de amplitude e uma consequente liberdade. Os recursos decorativos que interagem com a água também podem ser utilizados com excelentes resultados.” Com um grande repertório de materiais possíveis disponíveis no mercado, no tocante às formas da piscina, deve-se ter apenas cuidado para que ela não se sobreponha ao efeito, de preferência em desenhos mais simples, continua Eliane. “A borda infinita encarece um pouco a obra por utilizar uma tecnologia específica. O restante fica por conta da criatividade de cada profissional. Hoje em dia, todo mundo que quer construir um piscina que não seja pré-fabricada ou vinílica, almeja esse tipo de solução.”

Arte

No projeto de uma residência no Bairro Belvedere, em BH, o arquiteto Carico concebeu uma piscina com borda infinita em que a água transborda, pelo outro lado, em uma cachoeira que cai pela parede sobre a escada de acesso à casa pelos visitantes, formando um belo visual logo na entrada. Degraus confortáveis dentro da piscina fornecem um repouso tranquilo para ver a paisagem da cidade e o pôr do sol. “A piscina faz um elo entre a casa e seu anexo. Ela começa no ambiente interno que é um espaço de lazer e até mesmo uma boate, com duas raias, e continua fora. Como é aquecida, no inverno ou no verão você pode adentrar este anexo através da piscina que, com as laterais em vidro fixo, também permite a entrada da luz e a visão para o andar abaixo que compreende uma academia de ginástica. Desta forma, surgem vários tipos de atividade que giram em torno da piscina”, completa o arquiteto.

Por: Joana Gontijo – Lugar Certo

Anúncios

Nos ajude a fazer o melhor. Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s