Dress Code para Corretores de Imóveis, é possível?


É preciso pensar um pouco sobre a função do consultor imobiliário, diga-se, corretor de imóveis, enquanto responsável por sua imagem diante de um cliente em potencial. Visualizando o corretor de imóveis enquanto mediador na transação entre o cliente vendedor x cliente comprador, a primeira impressão que se passa, é de extrema importância. Nessa relação com o cliente vendedor, sua aparência como um todo, num primeiro, momento transmitirá confiança, e no tratar com o segundo cliente, o comprador, atuará como fator persuasivo, até.

É importante avaliar que, os trajes profissionais, estão intimamente ligados à atividade desenvolvida, seu local de trabalho, e até mesmo horário no desempenho da função. É necessário entender, que tratando-se de corretor de imóveis, a situação se difere um pouco de outros contextos profissionais, como por exemplo, médicos e executivos, que passam o dia todo em um consultório, e/ou o dia todo em sua empresa, entre reuniões e mais reuniões. O corretor de imóveis aparece um pouco diferente nesse cenário. Ele lida com o público à todo tempo, em horários e situações diversas, e isso muitas vezes, pode deixá-lo em maus lençóis.

Atuar boa parte do seu expediente em ambiente externo, não os isenta de estarem bem representados pela imagem da empresa para qual trabalham, não sendo permitido à eles, a liberdade para usar  um “look” informal qualquer, que “der na telha”. O profissionais corretores do sexo feminino, possuem ainda um agravante, visto que uma inadequação da vestimenta no contato com o cliente, pode persuadi-lo (o cliente) à qualquer outra coisa, que não seja estritamente profissional, que fuja dessa intenção, e termine por desfocar do real sentido do encontro.

Mulheres! É preciso vestir-se com peças compostas, elegantes (não caras, mas elegantes) e de maneira alguma deixar áreas do corpo à mostra (decotes, roupas justas ou transparentes, barriga à mostra), ou outra qualquer subversão que possa ir de encontro ao seu objetivo final, que é de voltar todas as atenções do cliente para o produto ofertado.

Abordando o tema à partir de uma perspectiva mais prática, daremos então, algumas outras dicas de ”dress code” (código de vestimenta), que poderão norteá-los quanto à escolha de suas vestimentas e fazer com que seja diminuta a probabilidade de erros.

Começando pelas cores, é necessário levar em consideração a mensagem proveniente de cada uma delas. As cores “ideais” para os momentos profissionais são: preto (ainda escolhido pelo exalar de um “ar” de autoridade), o marrom, por ser tido como uma cor da terra, que implica em uma atitude “pés no chão”, bege (excelente substituta do preto e do marrom nos dias quentes), e o azul, cor de segurança e da ordem, (basta pensarmos na maioria dos uniformes das empresas de aviação). Por fim, nesse primeiro momento, incluímos o branco – evidente – como cor para combinar com as demais, e que trará uma ideia de pureza e frescor.

Passada as dicas no campo das cores, segue o alerta para as mulheres: evitem estampas de animais, que possuem toque sensual e inadequado para o ambiente de trabalho. Apostem em grafismos com tons discretos. Quanto aos acessórios, é conveniente usar o mínimo possível em tamanho e quantidades. Procurem deixar de lado também, os objetos barulhentos que farão as pessoas voltarem suas atenções mais pra eles, do que para imóvel ao qual estão sendo apresentados.

Voltando aos homens, a dica da vez, é à respeito dos sapatos. Nesse contexto, a regra é combinar com as cores das meias, e ter uma relação de “tom sobre tom” com a calça social. As meias não devem ser curtas demais, pois, podem deixar as pernas à mostra quando o corretor homem sentar. Para os sapatos femininos, os saltos médios e quadrados são os mais indicados. Quando precisar, por algum motivo, usar sandália, opte pelas tiras mais grossas, que não deixam os pés totalmente em evidência. As mulheres devem apostar nas saias e vestidos, lembrando que o comprimento ideal se encontra na altura dos joelhos. Para os homens, a calça social e camisa, compõem o “look” adequado.  Quando permitido, o jeans para ambos os sexos, é o de lavagem mais escura. Jeans claro e detalhes como rasgos ou bordados, são opções apenas para momentos de lazer.

Por fim, todo corretor, deve ter em mente que de maneira alguma, podem perder a oportunidade de causar uma primeira boa impressão!

Fonte: Artigo de Marjorie Vicente/Psicologia de Imagem

Anúncios

Nos ajude a fazer o melhor. Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s