Inovação no mercado imobiliário


inovação no mercado imobiliário

A criação de novos conceitos é um fator que tem impacto no mercado e que não é levado em consideração pelas empresas.

inovação

Após o boom dos últimos anos no mercado imobiliário, como já era previsto por alguns especialista do setor, 2014 começou com redução no volume de lançamentos. Vários fatores estão por trás dessa desaceleração, mesmo que considerada pequena. Porém, a falta de inovação pode ser um dos motivos principais para o encalhe de produto e para a redução na produção. A criação de novos conceitos é um fator que tem impacto significativo no comportamento do mercado e que não é muito levado em consideração pelas empresas. Essa reação do mercado pode indicar uma resistência do consumidor que, muitas vezes, não encontra aquilo que procura.

Segundo uma pesquisa realizada pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e coordenada pelo Instituto SENSUS, cerca de 61% dos entrevistados, com faixa de renda superior a 20 salários mínimos, aceitariam pagar 10% a mais no valor do imóvel, se o projeto apresentar um conjunto de inovações. Mesmo entre as famílias com renda entre cinco e dez salários, o número de consumidores que se disponibilizaria a pagar mais por esse quesito vem crescendo. O estudo entrevistou 1.100 pessoas dos 23 Estados e do Distrito Federal.

Esse resultado demonstra exatamente o inverso do que acontece no mercado. Os imóveis se tornaram praticamente commodities. Em cada esquina você encontra algo similar ao que foi visto anteriormente. O setor da construção civil criou um modelo padrão, principalmente quando o público atingido é a classe média. Na contramão dos conceitos de marketing, que prega atender aquilo que o consumidor procura para a inserção em novos nichos de mercado. As diferenciações em cada projeto são mínimas, como se o fato de escolher um imóvel residencial não fosse um grande passo e como se o sonho da casa própria ainda não continuasse sendo uma meta para muitos brasileiros. Então, por que não oferecer algo único, que realmente retrate o significado que tem essa compra?

A primeira questão é que o setor não antecipa conceitos e tendências. É muito mais barato – e fácil – partir do modelo padrão que já está disponível. Padronizar plantas e projetos é um atrativo para as empresas, pois aproveitam-se espaços métodos de construção e consegue-se uma redução significativa no ciclo de lançamento. Nesse caso, a construtora está pensando exclusivamente nas vantagens que terá com essa produção em série e não naquilo que o público pode esperar do empreendimento. É quase que o imóvel sendo considerado um produto de prateleira ou de balcão.

Outro fator importante, que é muito pouco praticado no setor, é o investimento em pesquisa. Hoje não percebemos empresas indo buscar com o cliente o que ele realmente quer. São poucos os estudos direcionados para apontar algum nicho ou preferência de determinado público alvo. Dificilmente as empresas partem desse princípio, que seria lógico para qualquer outra área. Geralmente, quando a pesquisa é realizada, o objetivo é apenas confirmar aquilo que já havia sido planejado. Se o resultado não é satisfatório são feitas pequenas mudanças no projeto. Na maioria dos casos, o conceito continua sendo o mesmo.

E quando a referência é a pesquisa, o campo de trabalho é enorme, abre-se o leque de possibilidades. Não precisa ir muito longe para conseguir uma informação privilegiada, que muitos teriam acesso apenas perguntando ao próprio o cliente o que ele deseja. Não é difícil para o setor fazer isso. Basta um pouco de esforço, pois a maioria das empresas possui banco de dados. A chave, muitas vezes, está no trabalho de pós-venda e de pesquisa com quem já adquiriu imóvel da empresa. Avaliar o que o cliente tem a dizer pode trazer muitas soluções e possibilidades de novos negócios.

Vivemos num período em que o novo é valorizado e desejado. Saber ofertar algo inusitado num mercado saturado, certamente, trará muito mais resultados positivos. Esse é o grande desafio da construção civil.

Fonte: http://www.imovelmagazine.com.br/

Anúncios

Nos ajude a fazer o melhor. Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s