Empresas vencedoras segundo Abilio Diniz


 

Abílio

Abilio Diniz compareceu ao Fórum de Varejo da América Latina, promovido no final de agosto pela consultoria GS&MD – Gouvêa de Souza, para dar dicas de liderança e gestão a todos os que querem transformar seus negócios em empresas vencedoras. Segundo ele, foram esses conceitos que conduziram sua atuação durante as décadas de experiência no comando do Grupo Pão de Açúcar, hoje o maior varejista do Brasil, e também atualmente na BRF.

Confira as dicas e os comentários do próprio Abílio na apresentação, acompanhada por SM:

Propósito além do lucro. Ganhar dinheiro certamente é importante, mas empresas vencedoras precisam de objetivos que vão além disso, afirmou Abilio. “O que eu posso ter, além do lucro? A concorrência pode copiar o que fazemos, mas jamais o que somos. A empresa precisa ser importante a ponto de as pessoas se sentirem sozinhas sem ela.”

Gestão = gente + processos. Essa é a conta resumida que gera empresas vencedoras. “Coloque as pessoas certas nos lugares certos e permita que organizem os processos. Por mais que eu tenha administrado uma enorme empresa e agora esteja administrando outra, tudo que vi nesse caminho foi que nada funciona sem as pessoas certas ao seu lado.”

Cultura centrada nas pessoas. Todos precisam se sentir um pouco donos da empresa. Por isso, afirma o empresário, é preciso integrá-las de várias formas. “Pode ser chamando-as para interagir, e também com ações, criando acionistas de referência, dando bônus, participação nos lucros”, exemplifica.

Liderança. As empresas vencedoras precisam ter uma liderança forte, humana e participativa. Mas isso não quer dizer uma estrela, que se sinta mais importante que o resto da companhia. “É aquilo como eu defino ‘o homem do terno cinzento’, que quase some na multidão, mas que é líder, solidário, sabe dividir”, afirma Abilio. Para ele, em empresas pequenas e médias a liderança faz ainda mais diferença.

Capitalismo consciente. As empresas vencedoras, na concepção do empresário, fazem parte do que ele chama de capitalismo consciente. Isso significa ter comprometimento não só com o negócio, mas também com a sociedade, o País e o planeta. “O resultado disso são fornecedores responsáveis e com qualidade, clientes felizes e fiéis e investidores orgulhosos da empresa”, conclui.

Humildade também é essencial. “E humildade não é usar roupa velha e fazer voto de pobreza”, alerta Abilio, “mas sim você ter a consciência de que não sabe tudo. Estar sempre pronto a ouvir e aprender e dialogar.” Ele deixa claro ainda que hierarquia não deve ser barreira para esse diálogo. “Se você é um cara ‘grande’ e está conversando com uma pessoa ‘menor’ que não consegue chegar lá em cima, você ‘abaixa’ para ouvi-la”, diz.

Determinação, garra e disciplina. Ou seja, definir objetivos e persegui-los com afinco e organização. “É preciso se perguntar: o que eu quero, e por que eu quero? E então ter garra para buscar e ser disciplinado nesse processo”, recomenda. Ele esclarece que disciplina não é rigidez, mas sim se organizar e se programar. “Pensar no que farei hoje, amanhã, mas também no ano seguinte. Eu não faria nem um terço das coisas que faço se não tivesse disciplina.”

Equilíbrio para exercer várias funções. Líderes e gestores serão sempre pessoas bem atarefadas. E torna sua empresa vencedora aquele que melhor souber equilibrar as várias funções que dividem a vida. “Eu tenho meu papel de empresário, de trabalhador, de gestor, e também meus papéis de pai, de marido, de amigo. É preciso usar a sabedoria da vida para manter todos esses papéis em equilíbrio. Não adianta estar feliz com o que se faz no trabalho e não conseguir ver a mulher e os filhos”, alerta Abilio.

Preocupar-se com o que realmente é importante. Para exercer esse equilíbrio, é preciso desapegar-se dos problemas cotidianos e só esquentar a cabeça com o que for de fato necessário. Tem dificuldade para definir esse conceito? Veja a sugestão dele: “Compre um caderno de 100 páginas e comece a listar o que acha realmente digno de preocupação. Você vai preencher só três ou quatro linhas”, aposta.

Manter o corpo saudável. Abilio lembra ainda que os líderes não podem se descuidar de suas condições físicas. Afinal, mente e corpo são um só. “Exercer atividade física e ter alimentação saudável é importante. Não é preciso ser atleta, basta não deixar seu corpo de lado”, resume o empresário, que parece não sentir o peso de seus 77 anos.

Fonte: http://www.sm.com.br/

 

Anúncios

Nos ajude a fazer o melhor. Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s